Categorias
Biometria Facial Conteúdo

Experiência do usuário: como a biometria facial auxilia nesse processo?

Tempo de leitura: 3 minutos

O conceito de experiência do usuário, ou User Experience (UX), em inglês, ganha cada vez mais relevância no mercado. Ele trata da maneira como uma pessoa se sente ao interagir com determinado site, aplicativos e outras tecnologias utilizadas pelas empresas.

Aqui, existem duas aplicações distintas: a primeira trata dos clientes, que precisam de uma experiência positiva para aumentar as chances de retorno e fidelização. A segunda trata dos próprios colaboradores que utilizam o sistema, que sofrem impactos na produtividade dependendo de como é a usabilidade do sistema. 

Mas você sabia que a biometria facial pode ser uma aliada para a experiência do usuário? Neste conteúdo mostraremos o motivo, confira!

Por que é importante otimizar a experiência dos usuários?

A experiência do cliente está relacionada a sua satisfação ao utilizar os serviços da empresa. Por exemplo, em uma loja, a maneira como ele é atendido, a qualidade do ambiente e dos produtos são fatores que influenciam na visão que ele criará sobre o estabelecimento. 

Do mesmo modo, se ele não conseguir encontrar itens de qualidade ou precisar esperar muito tempo na fila de pagamento, a experiência é prejudicada. Tudo isso também se aplica nos ambientes digitais: sites que demoram para carregar, logins que falham ou páginas com problemas de segurança não causam uma boa impressão.

E o tema se torna ainda mais importante pela ascensão do consumidor mobile. Os smartphones se tornaram essenciais para grande parte das pessoas, que permanecem conectadas a maior parte do dia. Com isso, o uso de redes sociais e outros aplicativos teve um grande crescimento.

Agora, operações bancárias, compras e negociações são feitas pela internet, deixando a tecnologia em evidência. Assim, empresas que querem se manter competitivas e relevantes precisam se preparar para acompanhar as tendências. Nesse caso, não basta ter presença online e oferecer canais para os clientes.

O sistema que será utilizado pelo consumidor precisa ser desenvolvido com foco em UX, com uso intuitivo, segurança dos dados, carregamento rápido e facilidade de acesso. Portanto, ao desenvolver estratégias e soluções, a empresa precisa entender como será a experiência proporcionada, sempre buscando otimizá-la tanto em ambientes físicos quanto digitais. 

Como a biometria facial colabora com a experiência do usuário?

Após entender a importância da experiência do usuário nas ferramentas da empresa, é comum se perguntar quais soluções podem ser adotadas para isso. Aqui, a dica de ouro é investir em biometria facial para controle de acesso digital e validação de identidade. Quer entender por que essa é uma boa alternativa? 

Confira, a seguir, como ela auxilia na criação de uma experiência mais agradável para os usuários!

Facilitação de pagamentos

A tecnologia responsável pelo reconhecimento pode ser usada para agilizar pagamentos, tendo em vista que é uma tecnologia contactless. Assim, ela pode substituir o uso de dinheiro, cartões de crédito ou aplicativos para leitura de QR Code. 

Isso faz com que os atendimentos aconteçam de maneira mais rápida e com toda a segurança necessária para evitar fraudes, como poderia acontecer em caso de roubo de cartão ou vazamento de dados de aplicativos. Nos ambientes físicos, a agilidade traz outros benefícios: menos filas e mais rapidez na compra.

Simplicidade no processo

O processo de reconhecimento facial é feito rapidamente, por meio da conferência de diversos pontos da face do usuário. Com a solução certa, a empresa pode implementar a biometria em diversos sistemas, facilitando o login e a confirmação de transações.

Também não é necessário lembrar de diversos dados de autenticação, como e-mails e senhas que, muitas vezes, acabam esquecidos pela falta de uso. Isso deixa todo o processo mais simples, colaborando com a construção de uma experiência otimizada. 

Segurança no acesso

Por fim, a biometria facial reforça a segurança na liberação de acessos. Isso porque os sistemas que fazem o reconhecimento armazenam dados sobre diversos pontos da face e contam com um sistema de liveness detection, que faz a prova de vida.

Mas o que isso significa? Simples! Ele usa tecnologias que fazem a prova de vida em relação à imagem capturada. Assim, é possível proporcionar mais segurança para o controle de acesso e aumentar a proteção dos dados. 

Como vimos, a experiência do usuário tem grande influência nos resultados do negócio, tornando essencial que a empresa invista em soluções voltadas ao UX. Para tanto, o reconhecimento facial para validação de acessos e autenticação de transações traz diversos benefícios, trazendo uma opção interessante para os negócios que desejam acompanhar as tendências. 

Se você gostou do conteúdo e se interessou por essa solução, conheça os serviços da FullFace!

Deixe uma resposta