Categorias
Biometria Facial Conteúdo

Experiência do usuário: como a biometria facial auxilia nesse processo?

Tempo de leitura: 3 minutos

O conceito de experiência do usuário, ou User Experience (UX), em inglês, ganha cada vez mais relevância no mercado. Ele trata da maneira como uma pessoa se sente ao interagir com determinado site, aplicativos e outras tecnologias utilizadas pelas empresas.

Aqui, existem duas aplicações distintas: a primeira trata dos clientes, que precisam de uma experiência positiva para aumentar as chances de retorno e fidelização. A segunda trata dos próprios colaboradores que utilizam o sistema, que sofrem impactos na produtividade dependendo de como é a usabilidade do sistema. 

Mas você sabia que a biometria facial pode ser uma aliada para a experiência do usuário? Neste conteúdo mostraremos o motivo, confira!

Por que é importante otimizar a experiência dos usuários?

A experiência do cliente está relacionada a sua satisfação ao utilizar os serviços da empresa. Por exemplo, em uma loja, a maneira como ele é atendido, a qualidade do ambiente e dos produtos são fatores que influenciam na visão que ele criará sobre o estabelecimento. 

Do mesmo modo, se ele não conseguir encontrar itens de qualidade ou precisar esperar muito tempo na fila de pagamento, a experiência é prejudicada. Tudo isso também se aplica nos ambientes digitais: sites que demoram para carregar, logins que falham ou páginas com problemas de segurança não causam uma boa impressão.

E o tema se torna ainda mais importante pela ascensão do consumidor mobile. Os smartphones se tornaram essenciais para grande parte das pessoas, que permanecem conectadas a maior parte do dia. Com isso, o uso de redes sociais e outros aplicativos teve um grande crescimento.

Agora, operações bancárias, compras e negociações são feitas pela internet, deixando a tecnologia em evidência. Assim, empresas que querem se manter competitivas e relevantes precisam se preparar para acompanhar as tendências. Nesse caso, não basta ter presença online e oferecer canais para os clientes.

O sistema que será utilizado pelo consumidor precisa ser desenvolvido com foco em UX, com uso intuitivo, segurança dos dados, carregamento rápido e facilidade de acesso. Portanto, ao desenvolver estratégias e soluções, a empresa precisa entender como será a experiência proporcionada, sempre buscando otimizá-la tanto em ambientes físicos quanto digitais. 

Como a biometria facial colabora com a experiência do usuário?

Após entender a importância da experiência do usuário nas ferramentas da empresa, é comum se perguntar quais soluções podem ser adotadas para isso. Aqui, a dica de ouro é investir em biometria facial para controle de acesso digital e validação de identidade. Quer entender por que essa é uma boa alternativa? 

Confira, a seguir, como ela auxilia na criação de uma experiência mais agradável para os usuários!

Facilitação de pagamentos

A tecnologia responsável pelo reconhecimento pode ser usada para agilizar pagamentos, tendo em vista que é uma tecnologia contactless. Assim, ela pode substituir o uso de dinheiro, cartões de crédito ou aplicativos para leitura de QR Code. 

Isso faz com que os atendimentos aconteçam de maneira mais rápida e com toda a segurança necessária para evitar fraudes, como poderia acontecer em caso de roubo de cartão ou vazamento de dados de aplicativos. Nos ambientes físicos, a agilidade traz outros benefícios: menos filas e mais rapidez na compra.

Simplicidade no processo

O processo de reconhecimento facial é feito rapidamente, por meio da conferência de diversos pontos da face do usuário. Com a solução certa, a empresa pode implementar a biometria em diversos sistemas, facilitando o login e a confirmação de transações.

Também não é necessário lembrar de diversos dados de autenticação, como e-mails e senhas que, muitas vezes, acabam esquecidos pela falta de uso. Isso deixa todo o processo mais simples, colaborando com a construção de uma experiência otimizada. 

Segurança no acesso

Por fim, a biometria facial reforça a segurança na liberação de acessos. Isso porque os sistemas que fazem o reconhecimento armazenam dados sobre diversos pontos da face e contam com um sistema de liveness detection, que faz a prova de vida.

Mas o que isso significa? Simples! Ele usa tecnologias que fazem a prova de vida em relação à imagem capturada. Assim, é possível proporcionar mais segurança para o controle de acesso e aumentar a proteção dos dados. 

Como vimos, a experiência do usuário tem grande influência nos resultados do negócio, tornando essencial que a empresa invista em soluções voltadas ao UX. Para tanto, o reconhecimento facial para validação de acessos e autenticação de transações traz diversos benefícios, trazendo uma opção interessante para os negócios que desejam acompanhar as tendências. 

Se você gostou do conteúdo e se interessou por essa solução, conheça os serviços da FullFace!

Categorias
Biometria Facial Conteúdo

5 formas de uso da tecnologia de biometria facial

Tempo de leitura: 4 minutos

Mulher asiática usando tablet para controle de acesso por biometria facial

A biometria facial é uma tecnologia que faz o reconhecimento do usuário, analisando mais de mil pontos da face e também pode contar com ferramentas de liveness detection para determinar se a imagem foi produzida por um organismo vivo ou não. Isso é feito para combater golpes, como tentativas de fraudar o sistema utilizando imagens ou máscaras que replicam a aparência do usuário cadastrado.

Por causa disso, o reconhecimento facial aumenta a segurança em relação à identificação de pessoas, proporciona agilidade no processo de reconhecimento e ainda oferece a tecnologia contactless. Ou seja, ela evita contatos desnecessários e traz mais proteção para todos, principalmente diante dos impactos da pandemia de coronavírus.

Quer saber de que formas essa tecnologia pode ser usada no dia a dia? Então continue a leitura deste conteúdo e confira 5 aplicações da biometria facial!

1. Controle de acesso físico

O controle de acesso físico é uma medida de segurança importante utilizada para verificar as pessoas que entram em alguns ambientes que precisam ser controlados. Isso pode ser feito por diversos motivos, como para acompanhar a movimentação e ter os dados de quem acessou o espaço, ou como forma de verificar se ela tem as credenciais necessárias para frequentar a área.

O mais comum é que isso seja feito com o uso de cartões, crachás ou processo manuais, apresentando dados para uma pessoa responsável, como o porteiro, para que ele tome as medidas necessárias. O problema é que isso aumenta o risco de fraudes e também exige mais tempo para a conclusão das etapas.

É por isso que a biometria facial se torna uma solução interessante para lugares que ofereçam riscos a terceiros, armazenem itens que exijam segurança (como dinheiro, armas, medicamentos, dados etc.) ou tenham outras características que precisam de um controle sobre quem entra e sai daquele local. Isso vale para empresas, condomínios e outros espaços públicos ou privados.

Outra forma de utilizar essa tecnologia e que tem relação com o controle de acesso é a marcação de ponto dos colaboradores. A biometria com impressão digital já é bastante comum, mas o reconhecimento facial pode ser utilizado para trazer mais proteção e agilidade ao processo.

2. Identificação em ambiente digital

Uma tendência crescente nas empresas é a ampliação dos ambientes digitais, que guardam informações sobre o negócio e contam com ferramentas necessárias para o trabalho. Mas como existem diferentes cargos e funções, é necessário controlar quem tem acesso aos diversos dados e criar formas de identificar todos os usuários.

O uso de login e senha simples é a forma mais comum, porém, também aumenta os riscos de acessos indevidos e vazamentos. Como é preciso investir em segurança da informação e práticas antifraudes, a biometria facial consegue proporcionar maior proteção para sistemas públicos e privados.

Essa tecnologia pode ser usada em sites e aplicativos que exijam a identificação do cliente. Alguns exemplos comuns são os serviços bancários e sites de e-commerce, especialmente quando elas envolvem serviços financeiros que demandam maior proteção contra fraudes. 

Inclusive, vale lembrar que essa ferramenta já é bastante comum em alguns modelos de smartphones, que contam com uma função de desbloqueio por reconhecimento facial que, além de inibirem fraudes, melhoram também a experiência do usuário. No iPhone, o Face ID é utilizado desde 2017, mas já existem ferramentas disponíveis nos celulares de outros modelos também.

3. Comando para ações

Outra aplicação interessante da tecnologia de biometria facial é a implementação de comandos para ações. Ao reconhecer o rosto do usuário, podem ser cadastradas diferentes tipos de mensagem para que o sistema realize uma operação, por exemplo:

  • abrir ou travar portas;
  • acender luzes;
  • emitir alertas.

Nesse caso, o foco é a praticidade, já que automatiza as ações ao reconhecer o usuário, mas também tem relação com a segurança. Por exemplo, a identificação de determinadas pessoas ou terceiros não reconhecidos pode ser o suficiente para emitir alertas sobre riscos e invasões.

Um ponto interessante é que a biometria pode ser integrada a câmeras de longa distância, como aquelas de monitoramento, permitindo uma utilização mais ampla tanto para o comando de ações, quanto ao controle de acesso dos ambientes.

4. Realização de pagamentos

A realização de pagamentos com meios alternativos ao dinheiro e entrega de cartão de crédito ganha cada vez mais espaço, enquanto pode trazer insegurança para os usuários. É certo que o uso da tecnologia ainda é questionado por muitas pessoas preocupadas em relação à aplicação de golpes.

Diante disso, a biometria facial pode ser integrada a diversos meios de pagamento, como forma de validar a identidade do usuário e liberar a transação financeira. Além de aumentar a segurança desse pagamento, por reduzir os riscos de fraudes, a prática ainda beneficia as empresas.

Após qualquer compra, a escolha de meio de pagamento exige tempo. No dinheiro, é preciso indicar o valor e calcular o troco, enquanto o cliente pode demorar um pouco procurando as notas. No cartão, os processos de espera da máquina, inclusão de senha e emissão de comprovantes leva tempo.

Já o pagamento por biometria facial consegue proporcionar mais agilidade. Um sistema de qualidade consegue fazer o reconhecimento em segundos, garantindo a segurança da transação em menor tempo. Com isso, você consegue agilizar atendimentos, evitar filas e deixar os clientes mais satisfeitos. Incrível, não é mesmo?

5. Proteção de lockers

Os lockers públicos ou privados são muito importantes, já que agilizam processos de entrega de produtos aos clientes e permitem o armazenamento de objetos pessoais. Porém, o fechamento com chaves comuns aumenta os riscos de violação desses armários.

Nesse caso, a aplicação da biometria facial é semelhante a que acontece no controle de acessos, a validação do usuário é feita para que o sistema libere a abertura da porta. Você sabia que segurança proporcionada pela ferramenta permite o aumento do uso de lockers nos negócios?

Por exemplo, um comércio pode oferecer as vendas online ou por telefone, separar as mercadorias e deixá-las em um armário trancado. Depois, o usuário se desloca até o local, faz o reconhecimento e retira os produtos. Isso agiliza atendimentos, enquanto também evita filas e aglomerações. Esse pode ser um diferencial incrível para se destacar da concorrência e tornar seu negócio mais moderno e atrativo.

Como você percebeu, a biometria facial tem diversas aplicações no dia a dia das pessoas, então vale a pena investir nessa tecnologia. Para isso, é fundamental contar com uma boa parceria, como a Fullface. Fornecemos produtos para atender a diferentes demandas, afinal, nosso objetivo é estar presente em todos os processos que você precise identificar quem é o usuário.

Achou este conteúdo interessante? Depois de aprender de que forma o reconhecimento facial pode ser utilizado, que tal implementar essa solução? Acesse o site da FullFace e saiba mais sobre os nossos serviços!

Categorias
Biometria Facial Conteúdo

Prova de vida no reconhecimento facial: conheça a Liveness Detection

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já conhece a tecnologia Liveness Detection no reconhecimento facial? Essa é uma ferramenta importante para a prova de vida dos usuários.

O reconhecimento facial é uma ferramenta de biometria que avalia os padrões da face para fazer a identificação do usuário. Porém, se ele analisa apenas os traços, seria possível utilizar fotografias ou vídeos para burlar o sistema? É aqui que a tecnologia Liveness Detection, ou prova de vida, se torna essencial.

A aplicação de medidas para impedir que terceiros invadam o sistema é um requisito importante para contar com a biometria facial, afinal, se a ideia é trazer segurança ao identificar as pessoas, o objetivo é que não seja possível cometer fraudes, certo?

Por isso, neste conteúdo vamos conversar sobre como funciona essa prova de vida e os benefícios de adotar o reconhecimento facial na sua empresa. Boa leitura!

O que é a ferramenta de Liveness Detection?

A Liveness Detection é a tecnologia que detecta se a identificação é feita com um indivíduo real e vivo, em vez de utilizar imagens de terceiros e outros artifícios para fraudar o sistema de biometria. De forma resumida, é uma medida de proteção que aumenta a segurança do sistema de reconhecimento facial.

O objetivo é ir além da simples detecção de semelhança entre a imagem recebida e os dados do sistema ele diferencia características do indivíduo ao vivo com a reprodução de cópias que podem ser feitas por fotos, vídeos, máscaras e outros artifícios.

Assim, ele considera e compara os aspectos e traços presentes em imagem 2D, representação digital ou impressão em 3D com as características esperadas nas imagens ao vivo para identificar e combater as tentativas de spoofing.

Como essa tecnologia funciona?

O reconhecimento facial com Liveness Detection pode ser feito com um processo ativo ou passivo. Cada um tem características específicas e pode ser usado separadamente ou em conjunto, mas a seguir você entenderá como eles funcionam e suas diferenças.

Liveness Detection Ativo

O processo de Liveness Detection nativo é feito quando o sistema solicita que o usuário realize alguma ação específica, como piscar, sorrir ou fazer determinados movimentos no rosto, sempre com opções que não poderiam ser simuladas. Inclusive, essa é a ferramenta utilizada para a prova de vida digital, que começou a ser utilizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em agosto de 2020.

Liveness Detection Passivo

O modelo passivo não precisa que o usuário realize interações solicitadas pelo sistema, pois a segurança é garantida por meio de algoritmos específicos que detectam as microvariações de angulação e iluminação das  imagens enviadas, impossibilitando a utilização de fotos e vídeos para a realização do processo de autenticação. Eles capturam os dados biométricos da face em alta qualidade, para verificar a identidade do usuário.

Nesse caso, além de aumentar a segurança da validação, a ferramenta também traz mais agilidade. A realização de uma série de movimentos a cada login ou na entrada de um estabelecimento pode gerar atrasos e transtornos, sem contar os possíveis constrangimentos aos usuários. Assim, é importante contar com opções mais amigáveis.

Quais são os benefícios do reconhecimento facial?

O primeiro benefício, sem dúvidas, é a segurança no acesso. Não surgem riscos como o vazamento de senhas, já que é exigida a presença do usuário para o reconhecimento facial, então essa é uma ferramenta bastante eficiente para a prevenção de fraudes.

Outra vantagem é que essa é uma tecnologia contactless, pois o reconhecimento é feito pela proximidade e é possível encontrar dispositivos que funcionam em diferentes distâncias. Isso evita a contaminação de superfícies e traz mais segurança para a saúde dos usuários.

A experiência do usuário, que é um fator muito relevante na escolha de sistemas para a empresa, também é aprimorada. Como o reconhecimento é feito de forma rápida, especialmente com o processo passivo, ele conseguirá lidar melhor com a etapa de validação da identidade.

Ademais, a biometria com Liveness Detection previne a prática de fraudes pelo uso de imagens que podem ser facilmente obtidas na internet, principalmente com o grande uso de redes sociais para compartilhar fotos e vídeos.

Para aproveitar todos os benefícios, sem prejudicar a segurança, é essencial contar com ferramentas de qualidade. Na FullFace você encontra soluções completas para o reconhecimento facial com a tecnologia Liveness Detection e diferenciais importantes para a empresa, como o uso de 1024 pontos de referência na face e sem armazenamento de imagens, tornando o processo compliance à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Gostou do conteúdo? Se você busca uma boa ferramenta de biometria facial, acesse o site da FullFace e confira as nossas soluções!

Categorias
Biometria Facial Conteúdo

Otimize o controle de acesso físico com a biometria facial

Tempo de leitura: 4 minutos

Descubra como a biometria facial pode ser usada para otimizar o controle de acesso físico e os benefícios que isso proporciona!

Você já pensou em utilizar a biometria facial para otimizar o controle de acesso físico? A pandemia de Covid-19 em 2020 provocou algumas necessidades do mercado e serviu para acelerar a adesão das pessoas a alguns processos tecnológicos.

A necessidade de manter o distanciamento social, assim como as práticas de desinfecção de superfícies, mudou as relações pessoais e a forma como muitas interações são feitas. Nesse cenário, as soluções com tecnologia contactless exercem um papel importante para facilitar as ações realizadas no dia a dia, garantindo a proteção de todos.

A biometria facial é uma das alternativas existentes e que possibilita a aplicação em diversos setores. Neste conteúdo, nós vamos explicar com detalhes como ela funciona e pode ser utilizada no controle de acesso físico em espaços públicos e privados. Confira!

O que é a biometria facial?

Quando se fala em biometria, é comum associar ao reconhecimento da impressão digital. Porém, também é possível fazer isso por meio do reconhecimento facial, pois o rosto humano conta com diversos traços únicos que identificam e diferenciam cada pessoa. Mesmo com as mudanças que acontecem no decorrer do tempo devido ao envelhecimento, algumas características permanecem iguais com o passar do tempo, como:

  • comprimento do nariz;
  • distância entre os olhos;
  • contorno da face;
  • formato dos olhos e do nariz.

E características superficiais não interferem na análise, então não faz diferença ter ou não barba, se maquiar ou fazer uma plástica. Somente quando acontecem mudanças estruturais, como em casos de deslocamento de ossos como o maxilar ou afundamento do crânio é que o sistema precisará ser atualizado.

Por causa disso, a biometria facial tem cada vez mais utilidade no controle de acesso físico, mas também proporciona outras aplicações, como os meios de pagamento, substituindo o uso de dinheiro e cartões. Inclusive, especialistas acreditam na tendência de que a tecnologia substitua identidades, cartões e senhas. Incrível, não é mesmo?

Qual a importância do controle de acesso físico?

O controle de acesso físico é uma medida de segurança importante para espaços públicos e privados. Ele ajuda a manter o controle sobre as pessoas que entram no espaço, podendo ser utilizado como ferramenta para impedir a entrada em áreas restritas e, até mesmo, perigosas.

Por isso, essa é uma ferramenta muito utilizada em empresas, que precisam controlar entrada de funcionários, restringir o acesso de estranhos, proteger espaços e atender outras demandas relacionadas ao monitoramento de ambientes. Isso ocorre em qualquer ramo de atividade, por isso é importante se atualizar em relação ao uso da tecnologia.

Mas a prática não se limita aos negócios, pois também tem algumas aplicações importantes para as pessoas. Por exemplo, os condomínios que contam com portarias e precisam controlar os acessos para a segurança dos moradores também podem contar com a tecnologia, que traz mais tranquilidade e eficiência para esse empreendimento.

O mercado oferece diversas alternativas para isso, como cartões de acesso, crachás, biometria digital e pontos eletrônicos, mas elas envolvem desenvolvimento de documentos e contato. Porém, o reconhecimento facial traz uma tecnologia interessante para otimizar o controle de acesso físico.

Quais são os benefícios do reconhecimento facial?

O reconhecimento facial como medida de controle de acesso físico traz diversos benefícios, então listamos os principais para que você entenda por que vale a pena contar com essa tecnologia. Acompanhe!

Segurança

As características do rosto de cada pessoa é única. Mesmo que existam semelhanças entre indivíduos, alguns pontos vão diferenciá-los. Isso é decodificado pelo sistema para fazer a análise do rosto, que percebe a autenticidade do usuário.

Como não é possível replicar todos os pontos da face, o sistema conta com ferramentas de segurança para garantir que a análise seja feita em organismos vivos, ou seja, uma foto ou vídeo não burlam essa tecnologia, a biometria facial é uma ótima alternativa para a prevenir fraudes de identidade.

Praticidade

O reconhecimento facial pode ser feito com a instalação de câmeras que fazem a detecção automática da imagem do rosto, o que pode acontecer por proximidade ou à distância. O cruzamento dos dados é feito na hora e a liberação é quase instantânea. Ou seja, o acesso é feito de forma mais rápida, sem precisar apresentar documentos ou ter outras ações, além de evitar filas e aglomerações.

Quando já existe um sistema de controle de acesso, é possível encontrar ferramentas de biometria facial que podem ser integradas com  facilidade. Sem dúvidas, isso diminui os impactos da mudança e facilita a adaptação.

Contactless

A necessidade de isolamento social deixou em evidência a importância de ter medidas para evitar contatos desnecessários, já que existe o risco de transmitir doenças. Além disso, cartões e crachás, que são bastante comuns, também podem ser esquecidos e passam por desgastes com o tempo, o que pode trazer alguns erros na leitura e proibir o acesso.

Assim, conseguir realizar o controle sem precisar de contato é uma vantagem muito interessante. O reconhecimento facial detecta os traços do rosto da pessoa para confirmar a identidade, registrando a entrada e liberando o acesso, dependendo das configurações do sistema.

Como implementar o controle de acesso físico com biometria facial?

Se você acredita que o controle de acesso com biometria facial é uma solução interessante, provavelmente quer saber como é possível fazer isso, não é? A dica é encontrar uma empresa que forneça um sistema de qualidade, garantindo a segurança e a praticidade necessárias para ter sucesso com a estratégia.

Uma ótima dica para isso é contar com as soluções da FullFace, uma startup que está no mercado desde 2012, investindo em soluções de identificação pessoal com reconhecimento facial. O sistema desenvolvido mapeia mais de mil pontos no rosto, compreendendo questões como volume de ossos e demais características necessárias.

Tudo é armazenado por meio de dados — uma sequência numérica, sem imagens, como se fosse um ID facial. Isso aumenta a proteção, já que não é possível ter acesso às fotos e registros dos usuários, nem reconstruí-los utilizando os dados acessados, tornando o processo compliance à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

IVision Control

Essa plataforma desenvolvida pela Fullface faz o controle de acesso físico utilizando tecnologia de reconhecimento facial para identificar pessoas. Indicada para locais públicos e privados, a ferramenta é facilmente integrada aos softwares e hardwares necessários para a captura de imagens dos indivíduos.

A identificação é feita em menos de meio segundo, proporcionando todas as vantagens que as empresas precisam: agilidade, praticidade, segurança e confiabilidade no sistema.

Pronto! Agora que você já sabe como a biometria facial pode ser utilizada para otimizar o controle de acesso físico, quais os benefícios que isso proporciona e como implementar essa estratégia, procure ferramentas de qualidade e evolua sua empresa.

Então, este post esclareceu o tema? Quer saber mais sobre como a biometria facial pode ajudar a sua empresa? Acesse agora o site da FullFace e conheça as nossas soluções!